Arpão integra missão da Nato

Arpão integra missão da Nato

O submarino NRP Arpão largou hoje, 28 de Agosto, da Base Naval de Lisboa para integrar a Força Naval Permanente da NATO - Standing NATO Maritime Group 2 (SNMG 2), onde participará na Operação “Active Endeavour” e no exercício internacional “Noble Mariner” no Mediterrâneo, estando previsto o seu regresso no mês de Novembro.

O NRP Arpão, composto por uma guarnição de 33 militares comandada pelo Capitão-Tenente Baptista Pereira,  será o primeiro submarino português a integrar uma força desta natureza e o primeiro a participar na Operação “Active Endeavour”. “O empenhamento dos novos submarinos em missões desta natureza demonstra a sua capacidade e versatilidade como meio capaz de controlar e defender vastos espaços marítimos”, refere fonte do Estado-Maior General das Forças Armadas.

A SNMG 2 é uma Força Naval, multinacional, constituída por meios aeronavais de vários países da Aliança Atlântica, que se encontra permanentemente disponível para um amplo espectro de missões NATO, desde exercícios a operações militares reais.

A “Active Endeavour” trata-se de uma operação da NATO no Mediterrâneo, única ao abrigo do artigo 5º do Tratado do Atlântico Norte, centrada na campanha internacional de combate contra o terrorismo. Esta tem como objectivo a condução de operações navais e aéreas, no Mediterrâneo, incidindo na dissuasão, defesa e protecção contra actividades associadas ao terrorismo.

O exercício “Noble Mariner” tem por objectivo a preparação e a certificação operacional das “NATO Response Forces” para o seu empenhamento em cenários reais, seja em operações de carácter essencialmente militar, seja em operações de apoio humanitário ou assistência a populações civis.