Bispo de Setúbal realça mensagem de esperança de Papa Francisco

O Bispo de Setúbal, Gilberto dos Reis, afirma ter ficado feliz com a escolha do cardeal jesuíta argentino Jorge Mario Bergoglio para novo Papa, realçando que é um homem com uma linguagem simples e de esperança.

“Fiquei feliz por ver que este homem tem o condão de se misturar bem com as pessoas e tem uma linguagem simples e de esperança". Em declarações à Lusa, o Bispo de Setúbal acrescenta que este “é um sinal da fidelidade de Deus ao seu povo, à sua igreja. É um motivo de alegria ver como a Igreja está espalhada por todo o mundo, neste caso na Argentina, onde o Senhor foi encontrar uma pessoa para ser um sucessor de Pedro".

Gilberto dos Reis espera que os cristãos acolham bem o novo chefe da Igreja Católica e congratulou-se com a sensibilidade do novo Papa para o problema da pobreza.

“As questões da pobreza estão sempre no coração de cada papa, mas, quando essas questões aparecem de forma mais explícita, é também um motivo de alegria”, disse.

"Espero que o povo cristão, na sua fé, na sua santidade popular seja capaz de o acolher, acolhendo também a sua mensagem de levar este evangelho de esperança de vida e que seja capaz de rezar por ele, numa comunhão profunda de oração".

O cardeal jesuíta Jorge Mario Bergoglio, que adoptou o nome de Francisco, recebeu esta terça-feira, dia 19 de Março, os dois símbolos da sua autoridade, o anel do pescador e o pálio. O anel é de prata e não de ouro, o que pode ser visto como mais um gesto de simplificação dado pelo novo Papa, que já disse que quer uma "Igreja pobre para os pobres". A cerimónia decorreu durante a missa inaugural do pontificado, na Praça de S. Pedro, Vaticano