Cascais e Lisboa de acordo sobre nova entidade para o turismo

As câmaras de Lisboa e de Cascais e a Associação de Turismo de Lisboa (ATL) chegaram hoje a um acordo para delimitar as funções da nova entidade regional de turismo e da ATL, no âmbito da reestruturação do setor.
Segundo o que foi acordado, à futura ERTL - Entidade Regional de Turismo de Lisboa deverá caber o papel de representação institucional e o relacionamento político, enquanto a ATL continuará a desenvolver “a atividade executiva que já vem desenvolvendo há cerca de 15 anos”, é revelado numa nota.
As autarquias e a associação pretendem ainda indicar o diretor-geral da ATL, Vítor Costa, como candidato à presidência da nova entidade, e do vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, Miguel Pinto Luz, como candidato à vice-presidência, determinando que a dinamização das marcas turísticas relevantes da região - Lisboa, Costa do Estoril, Sintra e Costa Azul – terá a intervenção das autarquias locais a elas associadas.
Nesse sentido, a lista candidata à direção deverá ser também constituída por dois autarcas e por um representante do setor privado a operar na região.
Nenhum dos candidatos para os corpos sociais da ERTL, que deverá ter a sua sede no Terreiro do Paço, receberá remuneração.
A ATL é a associação privada de interesse público responsável pelo desenvolvimento do Turismo de Lisboa, que agrega 650 instituições, associações, empresas e equipamentos culturais e artísticos.
Os concelhos de Lisboa e Cascais representam 85% do total das cerca de nove milhões de dormidas de turistas do território da nova entidade regional, agora circunscrito à Área Metropolitana de Lisboa.