Cascais: Unidade de cuidados continuados e paliativos recebe utentes

A Unidade de Saúde Maria José Nogueira Pinto, em Cascais, a primeira da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa de cuidados continuados e paliativos, começa a receber utentes a partir desta semana.

Em comunicado, a Santa Casa de Lisboa informa que, numa primeira fase, a unidade de saúde vai acolher dez utentes da Acção Social a necessitar de cuidados continuados, numa ocupação parcial do espaço.

Quando estiver totalmente disponível, o espaço poderá receber até 73 doentes "em regime de internamento, para cuidados de curta, média ou longa duração, com um quadro clínico pós-agudo e com elevados graus de dependência - casos diversos como recuperações pós-AVC, politraumatizados, doença de Parkinson, esclerose múltipla e outras patologias neurológicas degenerativas -, bem como pessoas com situações complexas associadas".

O corpo clínico residente é constituído por especialistas de Medicina Interna e de Fisiatria, enfermeiros especialistas, nomeadamente em reabilitação, além de terapeutas e outros profissionais de saúde, como psicólogos clínicos.

Com um investimento de 9,33 milhões de euros, a construção da unidade foi concluída oito anos depois de ter sido pensada inicialmente, em 2004, por Maria José Nogueira Pinto, quando era provedora da SCML.

A unidade recebe, por isso, o nome da ex-provedora, falecida há um ano com cancro no pâncreas.

A unidade vai trabalhar em sinergia com as duas outras unidades de saúde da SCML - Hospital Ortopédico de Sant'Ana e Centro de Medicina de Reabilitação do Alcoitão.