Coligação PSD/CDS consegue resultado histórico na freguesia de Cascais-Estoril

A União das Freguesias de Cascais e Estoril, a maior das autárquicas 2013, com 56.207 eleitores registou nas eleições de domingo 52,17 por cento dos votos na coligação PPD/PSD – CDS/PP para a Câmara Municipal, o equivalente a 10.759 votos.

A reforma administrativa realizada este ano fez com que a união das freguesias de Cascais e Estoril se transformasse naquela com mais eleitores do território nacional, a qual, segundo dados da Direção Geral de Administração Interna, registou 36,69 por cento de votos – 20.624 – do total de 56.207.

Para a assembleia de freguesia, a coligação PPD/PSD – CDS-PP teve 50,55 por cento dos votos de 10.425 eleitores, traduzidos em 12 mandatos, um das quais presidente da Junta, enquanto o PS obteve 17,49 por cento dos votos, 3.607 eleitores, e quatro mandatos.

Nas últimas eleições autárquicas, então separadamente, a freguesia de Cascais obteve 61,15 por cento (7.744 votos) de votos na coligação PPD/PSD CDS-PP para a assembleia de freguesia, (13 mandatos), enquanto o PS a conseguir 21,8 por cento (2.760 votos) enquanto Estoril obtinha igualmente uma maioria de votos para a coligação de direita 58,43 por cento (5.956 votos), com 12 mandatos, e os socialistas a obterem 22,65 por cento (2.309 votos), que se traduziram em cinco mandatos.

Em 2009, na então freguesia de Cascais votaram para a assembleia da freguesia 12.663 eleitores, dos 31.611 inscritos, enquanto na freguesia do Estoril à assembleia da freguesia votaram 10.193 eleitores, dos 23.538 registados.