Crianças com e sem deficiência juntas em campo de férias

Uma centena e meia de crianças com carências económicas ou com deficiência vão, a partir desta segunda-feira, começar as férias de verão no ‘Espaço In Férias’, em Cascais, que este ano volta a promover o convívio sem diferenças.

Com o objectivo de criar um espaço de tempo livres inclusivo, o Banco de Informação de Pais para Pais (BIPP), instituição particular de solidariedade social que apoia e orienta pais e famílias de crianças ou adultos com necessidades especiais, organiza novamente o campo de férias.

"O acompanhamento qualificado para crianças e jovens com e sem necessidades especiais que os nossos campos de férias asseguram é fundamental para desenvolvermos um trabalho lúdico e pedagógico que nos permite atingir o nosso objectivo final: incentivar a plena inclusão desses cidadãos na sociedade e incentivá-los a conviver com a diferença", refere em comunicado a presidente do BIPP, Joana Santiago.

Ao todo estão já 150 crianças e jovens inscritos, dos seis aos 18 anos, que, ao longo de cinco semanas, vão participar, divididos em grupos, em actividades recreativas e desportivas que incluem idas à praia e jogos.

"As famílias de crianças ou jovens portadores de deficiência continuam a sentir uma grande lacuna durante as férias escolares por não existirem actividades que se adaptem às suas necessidades", acrescenta Joana Santiago.

Este ano, o BIPP conta ainda com o apoio da Fundação Luís Figo, que vai permitir a participação, sem qualquer custo para as famílias, de 100 crianças desfavorecidas, com e sem deficiência.

A seleção das crianças e jovens que participam neste campo de férias através do apoio da Fundação Luís Figo é feita mediante a apresentação de provas de carência, como o escalão da Segurança Social.

O campo de férias está aberto até 10 de Agosto, na escola EB1 da Galiza, na zona do Estoril, mas se houver uma grande afluência de inscrições, que continuam abertas, o BIPP admite alargar o período até ao final do mês de Agosto.

A equipa de monitores é constituída por voluntários que tiveram uma formação específica, dada pelo BIPP.