Hospital Amadora-Sintra: Agora é mais fácil fazer o teste VIH

Ao longo dos próximos seis meses, vai ser mais rápido e fácil efectuar o rastreio do VIH/Sida. No próximo dia 19 de Maio, o Hospital Fernando da Fonseca, que dá resposta à população de Amadora e Sintra, abre ao público um centro de testes rápidos, logo à entrada da unidade hospitalar e, em meia hora, qualquer pessoa fica a saber se está ou não infectada. Esta é uma atitude pioneira em contexto hospitalar, já que nunca até aqui, uma unidade de saúde desta dimensão tinha implementado um centro deste género.
O objectivo passa por uma maior celeridade no rastreio. "O que nos preocupa é que temos uma detecção muito tardia da doença, ou seja, as pessoas chegam muito tarde ao hospital e o diagnóstico é feito por isso numa fase muito avançada. Em 57% dos casos, já é feito com um nível de células de defesa muito baixo, e por isso a taxa de mortalidade é elevada”, conta-nos Patrícia Pacheco, médica de Infecciologia do Hospital Amadora-Sintra e responsável pelo novo centro. O VIH/Sida é, hoje em dia, considerado como uma doença crónica e Patrícia Pacheco relembra que “se as pessoas fizerem uma detecção atempada e a medicação correcta, nunca vão ter manifestações de Sida”.

Ana Raquel Oliveira