Piloto de Almada com azar no Estoril

O almadense Miguel Oliveira não teve a sorte pelo seu lado e acabou por desiludir no MotoGP de Portugal.

 

No Autódromo Fernanda Pires da Silva, depois de se ter mostrado muito competitivo nos treinos livres e na sessão de qualificação, o piloto luso iniciou a corrida de Moto3 na terceira posição e logo nos primeiros instantes subiu para segundo, dando a entender que poderia alcançar um resultado histórico.

Contudo, com perto de 50.000 pessoas a assistir à corrida nas bancadas, Miguel Oliveira entrou nas boxes no final da segunda volta para saber o que se passava com a sua moto e acabou por não regressar mais à pista, devido a um problema na frente da Suter Honda.

"Estava ali na frente, visto o ritmo que tinham os da frente, acho que conseguia lá estar. Estou um bocadinho dececionado, ainda mais por estar a correr em casa. É um erro simplesmente do material, há coisas que não podemos evitar e esta foi uma delas", lamentou o piloto de 17 anos.

Com Oliveira de fora, o alemão Sandro Cortese (KTM) somou a primeira vitória da temporada e "acelerou" para a liderança do campeonato de Moto3, com 57 pontos, mais dois que o espanhol Maverick Vinales (Honda), que foi segundo classificado numa corrida em que dois pilotos protagonizaram um final bastante emocionante.