Lixo recolhido no concelho de Cascais aumenta três mil toneladas em 2015

A quantidade de lixo recolhido no concelho de Cascais aumentou em 2015 cerca de três mil toneladas em relação ao ano anterior, ascendendo a 130.400 toneladas.
 
Segundo dados da empresa municipal Cascais Ambiente, a recolha de vidro e objetos fora de uso foram os que registaram um aumento mais significativo.
 
"Os resíduos indiferenciados cresceram de 84.800 toneladas (2014) para as 85.100 toneladas (2015), o que vem contrariar a tendência de decréscimo registada nos últimos anos", acrescenta a empresa.
 
Além disso, refere, os cortes de jardim foram, dentro dos indiferenciados, a parcela que mais cresceu, de 22.800 toneladas para mais de 25 mil toneladas, o que se traduz num aumento de cerca de 5,9%.
 
Ao nível dos cortes de jardim, o "contínuo crescimento (desde 2007) fica a dever-se na aposta em novos recursos tecnológicos para garantir o serviço sem aumentar recursos humanos e logísticos", justifica a Cascais Ambiente.
 
Também a recolha de objetos fora de uso registou, de acordo com a informação, um significativo aumento, tendo passado de 2.300 para 2.800 toneladas, ou seja, mais 17.6%, "reflexo das campanhas de sensibilização de recolha de objetos fora de uso, assim como de um crescimento da disponibilidade financeira das famílias".
 
Os resíduos separados seletivamente também cresceram em 2015, sobretudo o vidro (mais 100 toneladas do que em 2014).
 
No mesmo sentido de crescimento estão os resíduos de limpeza, cuja recolha cresceu de 7.466 toneladas em 2014 para pouco mais de oito mil em 2015.