Mais atractivos no Terreiro do Paço

A ala nascente do Terreiro do Paço, em Lisboa, abre ao público com esplanadas, restaurantes, cafés, uma discoteca e uma loja de flores, entre outros, segundo a Associação Turismo de Lisboa.

Na nota divulgado pela associação, é referido que este novo pólo “vem complementar a oferta disponível na ala poente do Terreiro do Paço – o Pátio da Galé” e dirige-se a “habitantes, turistas e visitantes da capital”.

Desenvolvido pela Associação Turismo de Lisboa e pela câmara municipal, o projecto de reconversão da ala nascente abrange uma área superior a cinco mil metros quadrados e representa um investimento de 10 milhões de euros.

Na sua página de Internet, a Associação Turismo de Lisboa afirma que esta nova ala nascente vai levar “mais vida, cultura e animação ao Terreiro do Paço”.

Bifes lisboetas, pizzas, gelados, conservas gourmet saboreadas ao som de fado, tapas e petiscos são algumas das refeições que se vão poder degustar no Terreiro do Paço.

O quiosque Ginjinha do Carmo, uma loja de flores inspirada nos Tronos de Santo António e um conceito de WC públicos que promete ser inovador são outras das novidades da ala nascente.

No Torreão Nascente, onde em tempos funcionou a Bolsa de Lisboa, foi criado um espaço para acolher eventos institucionais e privados.

Por inaugurar ficará o Lisboa Story Centre, um centro de interpretação dedicado à história de Lisboa que só irá abrir portas em Setembro.

Em declarações à Lusa, o vereador do Espaço Público da Câmara de Lisboa, José Sá Fernandes, disse que a nova ala nascente é o “culminar de um desejo que tem desde 2000”.

Na altura, o advogado entregou uma acção de despejo contra sete ministros no Tribunal Administrativo de Lisboa por considerar que os seus ministérios, que ocupavam as arcadas do Terreiro do Paço, não dignificavam o local, classificado como Monumento Nacional desde 1910.

José Sá Fernandes alegava que os ministérios instalaram nos edifícios portarias, cantinas, casas de banho, garagens, além de terem escondido as abóbodas com tectos falsos e criado inúmeras divisões para gabinetes.