Mais uma portagem na Margem Sul

Troço da A33 que atravessa o Seixal obriga ao pagamento de 70 cêntimos.
Para quem reside na Margem Sul todos os caminhos vão dar a uma portagem. Para além das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama e da A2, no passado 26 de Abril o troço da A33 que atravessa o Seixal também passou a ser portajado. E se a regra se mantiver, esta via que começou por se chamar IC32 e foi rebaptizada como A33, vai também ter portagens no concelho de Almada, mais concretamente na zona de Palhais.
“Portajar vias interiores dos concelhos não faz sentido”, protesta o vereador responsável pelo pelouro da Mobilidade do Seixal (CDU). Diz Joaquim Santos que o troço da A33 vai atravessar 12,80 quilómetros no concelho, entre Belverde e o nó de Coina – onde se inclui o nó das Laranjeiras – e nos 7,70 quilómetros já construídos já se paga. “Quem for de Pinhal de Frades a Belverde, cerca de 1,5 quilómetros, paga 0,70 euros de portagem”, isto para veículos de classe 1.
Contudo, quem percorrer os 6 quilómetros entre o nó das Laranjeiras e o nó de Coina “não paga”. Acrescenta o vereador seixalense que “no âmbito da Subconcessão do Baixo Tejo, o Governo impôs a aplicação de portagens nos 12,80 quilómetros desta via, incidindo exclusivamente o município do Seixal, ao contrário do que se verifica para a mesma auto-estrada nos restantes municípios localizados ao longo dela”.