Novo Nissan Leaf: Autonomia reforçada faz toda a diferença

Com a introdução de um novo sistema de baterias, mais potentes, a Nissan garante maior autonomia ao novo Leaf: 250 quilómetros. Para o comprovar, a marca convidou jornalistas a efectuar um percurso, não tão longo, mas bastante desgastante,que pôs à prova as qualidades do veículo eléctrico mais vendido na Europa.
 
Aceitámos o desafio e partimos de Lisboa rumo à serra de Montejunto com as novas baterias de 30 kWh do Nissan Leaf carregadas a cem por cento. O objectivo era ir e voltar (cerca de 160 km) com o menor gasto de energia possível. Jornal da Região e Diário de Notícias partilharam o mesmo veículo e afinaram tácticas de poupança de bateria, capazes de garantir uma boa percentagem de carga à chegada e autonomia suficiente para garantir os 250 km anunciados pela Nissan.
Até à entrada no eixo Norte-Sul, gastámos apenas 1% de bateria e a autonomia variava entre os 199 e os 184 km, consoante o relevo encontrado (o Leaf regenera energia nas descidas e travagens, sendo esse um dado importante para garantir autonomia). 
 
A 80 km/hora, a bateria ressentiu-se um pouco, mas a descida da Calçada de Carriche repôs tudo o que tínhamos gasto. Até Loures foram mais 5%, mas o pior estava para vir: a subida íngreme até Fanhões levou-nos ao desespero (10% de consumo e muitas buzinadelas de quem vinha atrás). 
 
No entanto, “tudo o que sobe também desce” e lá fomos recuperando carga até ao sopé da serra de Montejunto. Aí, nova subida pela frente até ao final da primeira etapa, onde chegámos com a carga a 67%  e autonomia para mais 165 km. Tudo dentro da média esperada, embora longe das prestações de outros colegas
 
Após o almoço, a subida ao topo de Montejunto quase deitou tudo a perder, mas o Leaf recuperou muito bem nas descidas e só vacilou no troço de auto estrada entre Alverca e o Aeroporto, onde carregámos mais no acelerador. Resultado final: 184 km feitos, bateria ainda com 37% de carga e autonomia para mais 65 km. O que permite concluir que, com mais treino, podemos chegar aos 250 km anunciados.
 
Um ganho considerável do Leaf face à concorrência mais directa: Renault Zoe (240 km), VW e-Golf (190 km) ou BMW i3 (170 km).
O novo Leaf é proposto com preços a partir de 30.300€, com baterias de aluguer, ou 36.200€ com compra de bateria (com garantia de 8 anos ou 160.000 km), a que se juntam incentivos fiscais e um desconto de 4500€ atribuído pela marca. 
 
A versão anterior, de 24 kWh, com autonomia de 199 km, continua a ser comercializada e tem um custo inferior na casa dos 5000€.
 
Os custos de circulação e manutenção estão calculados em três cêntimos por quilómetro, o que significa uma poupança anual de 730€ face a um veículo diesel.
 
O resto, já é conhecido, o Leaf é espaçoso, confortável, está mais bonito, bem equipado e recheado de tecnologia.
 
Paulo Parracho   
 
Saiba mais sobre este modelo: O novo Nissan Leaf.pdf (67588)
                                                Tabela de Preços Nissan Leaf.pdf (46677)
                                                Caraterística Técnicas Nissan Leaf.pdf (645966)