Oeiras vai perder cinco das dez freguesias

A proposta da Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território (UTRAT) aponta para a redução de dez para cinco freguesias no concelho de Oeiras, apontando para dois cenários alternativos: o primeiro relativo “à estrita aplicação das percentagens e proporções” previstas na Lei 22/2012, e o segundo atendendo “às especificidades territoriais do Município de Oeiras”.

A Proposta A prevê que apenas as freguesias de Porto Salvo e Barcarena mantêm a actual estrutura, criando-se as uniões de freguesias de Carnaxide e Queijas; Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias; Algés, Linda-a-Velha e Cruz Quebrada-Dafundo.

A segunda opção, designada por Proposta B, mantém apenas a freguesia de Carnaxide, juntando Porto Salvo e Barcarena; Oeiras e S. Julião da Barra e Paço de Arcos; Queijas e Caxias; Algés, Linda-a-Velha e Cruz Quebrada-Dafundo.

A proposta da UTRAT já foi enviada aos grupos parlamentares, à Câmara e Assembleia Municipal de Oeiras. A Assembleia Municipal de Oeiras deve apreciar e emitir parecer sobre o assunto no prazo de 20 dias.