PS responsabiliza Câmara por acidentes à saìda da A5

O PS de Cascais acusou a Câmara Municipal de ser responsável pelos sucessivos acidentes rodoviários à saída da autoestrada A5, em Alvide, em direcção à Terceira Circular, motivados pela má sinalização da via.

Em comunicado, a concelhia socialista refere que não compreende e critica “a falta de preocupação" da autarquia para com os acidentes que têm ocorrido na chamada Terceira Circular.

"Não é aceitável que a Câmara de Cascais persista em ignorar esta realidade, numa altura em que se desdobra com anúncios despesistas de grandes obras, esquecendo-se de salvaguardar a segurança rodoviária dos seus munícipes", lê-se.

Para o PS, em causa está a saída da autoestrada que dá acesso à Terceira Circular e à Rua de São Bernardo, onde não existe sinalização horizontal visível, nem separador central, e a berma está "num estado deplorável".

A concelhia exige que a autarquia "proceda urgentemente" à sinalização da via, de forma a evitar que mais acidentes ocorram.

Confrontada com as acusações, fonte da Câmara de Cascais (PSD/CDS), reconheceu que a situação na via em causa é da sua responsabilidade, mas também dos automobilistas.

"Há sinalização que indica obras e limite de velocidade, absolutamente visível, de 40 km/h", frisou a mesma fonte numa nota escrita enviada à Lusa.

A autarquia sublinhou ainda que "não há descuido", até porque tem previstas intervenções de repavimentação do piso e incremento de sinalização vertical.

"A câmara vai fazer a sua parte. É necessário que os automobilistas façam a deles", refere a autarquia.