PSD de Almada vai a votos

 O PSD de Almada vai decidir nesta sexta-feira, 13 de Abril, a nova Comissão Política concelhia. O actual presidente deste órgão, Nuno Matias, recandidata-se a mais um mandato numa lista que tem António Neves como candidato à liderança da Mesa da Assembleia. Numa eleição onde se apresentam apenas duas listas, a oposição interna é encabeçada por Ana Isabel Moura que tem Pedro Roque como candidato à Mesa.

Estas eleições têm um caracter especial uma vez que vão apanhar as Autárquicas de 2013, com a particularidade da actual presidente da Câmara de Almada, Maria Emília de Sousa, por imposição da lei de limitação de mandatos, não se poder recandidatar. Por outro lado, nas últimas Legislativas o PSD foi o partido mais votado no concelho de Almada. “Sou deputado na Assembleia da República mas acima de tudo sou almadense e vou dar continuidade ao projecto autárquico que comecei há quatro anos atrás”, afirma Nuno Matias.

Para o actual presidente da Comissão Política o trabalho desenvolvido junto da população “deu-nos mais e melhor conhecimento dos problemas das pessoas e vamos apresentar soluções”. Ao mesmo tempo, avalia as decisões da maioria CDU que gere o município, como “erráticas” para o desenvolvimento de um concelho que tem de “criar condições para atrair mais empresas e gerar mais emprego”. Almada “não se desenvolve se continuar a votar à esquerda”, afirma o candidato Nuno Matias, e por isso a sua equipa “desenvolveu um projecto que tem de ter continuidade”, para “reforçar o partido a nível local e dinamizar a economia” do concelho.

Para Ana Isabel Moura o facto da CDU não poder recandidatar a actual presidente “é a grande oportunidade para o PSD mostrar que “tem um projecto válido para o desenvolvimento do partido e de Almada”. A candidata à liderança da concelhia quer um partido “mais próximo das pessoas” e que “não pode ser gerido de um pedestal”. A sua proposta apresenta-se com um projecto solidário” que tem nas próximas Autárquicas “uma oportunidade de se desenvolver. “Temos de estar na política pelo bem dos outros”, por isso queremos um PSD “reforçado e com uma equipa direccionada para servir a população”.

Humberto Lameiras