Quiksilver vai transformar antigo edifício 'Narciso' em complexo turístico

A Quiksilver, marca mundialmente conhecida na indústria do surf, viu aprovado o projeto para requalificar o edifício "Narciso", junto à praia de Carcavelos, e transformá-lo num complexo turístico, informou a Câmara de Cascais.

A marca concorria com outra também muito conhecida na indústria do surf, a Billabong, para investir num hotel, loja, restaurante e zona de lazer no lugar do antigo edifício "Narciso". A decisão da proposta vencedora foi tomada por uma comissão independente que incluiu surfistas locais e moradores.

A Quiksilver vai, assim, investir cerca de quatro milhões de euros no projeto Cascais Surf Center, um complexo que inclui uma loja, um empreendimento turístico com 40 camas, um ginásio de fitness/yoga, um espaço de restauração e lazer, um museu do surf e um skate parque exterior e interior.

"Cascais é uma zona de excelência para o desenvolvimento do turismo e dos desportos de deslize e este é um dos projetos incluídos na sua estratégia global para o próximo ano, a par dos investimentos que estão a ser desenvolvidos noutras partes do mundo, como, por exemplo, Nova Iorque, Rio de Janeiro e Sidney, entre outros", referia a marca em comunicado, na altura da apresentação do projeto.

Citado na nota, no início deste mês, o diretor-geral da Quiksilver em Portugal, José Gregório, considerou que o projeto é "pioneiro" e "terá um papel fundamental no desenvolvimento e na promoção de Cascais e de Portugal como destino turístico de eleição".

Já a Billabong propunha-se a investir 2,5 milhões de euros numa unidade hoteleira, uma loja, um museu, restaurante e outros serviços.

"Escolhido o vencedor do concurso de ideias, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), atual proprietária do edifício, deve agora tomar uma posição final quanto ao uso/gestão do edifício face ao projeto apresentado, bem como em relação à proposta arquitetónica", indica a Câmara de Cascais.

O antigo edifício "Narciso" é hoje o Cascais Surf Center, que alberga a sede da Federação Portuguesa de Surf, a secção náutica do Centro Recreativo e Cultural Quinta dos Lombos, os escritórios da associação ambiental SOS - Salvem o Surf, a sede da Associação Portuguesa de Bodyboard e um espaço comercial ligado ao surf.