Requalificações de escolas do concelho de Sintra continuam a avançar

A autarquia de Sintra vai intervir em escolas da união de freguesias de Almargem do Bispo, Pêro Pinheiro e Montelavar, um investimento de cerca de 905 mil euros até 2021, melhorando assim a qualidade dos estabelecimentos de ensino de milhares de crianças.

O plano de intervenção para as sete escolas da freguesia passa pela conservação e reabilitação dos edifícios para inverter a trajetória de décadas sem conservação de forma a garantir boas condições de funcionamento, devolver aos edifícios as suas características originais, garantido a estanquidade e as condições de conforto dos mesmos e a remoção de coberturas em fibrocimento.

No âmbito da presidência aberta à freguesia, o presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, visitou a escola EB23 Ruy Grácio, cujas obras já concluídas consistiram na substituição das caixilharias, pintura exterior, requalificação da cozinha e reabilitação do pavilhão gimnodesportivo.

“A Câmara de Sintra, assumiu como prioridade, na área da educação, a requalificação e melhoramento das condições das escolas do concelho. As escolas deviam ser um motivo de orgulho para todos, de dar dignidade a quem aprende e a quem ensina, não podíamos conviver sabendo que havia escolas onde chovia lá dentro, com pavilhões em deploráveis condições para a prática desportiva. A requalificação e modernização de escolas é uma prioridade”, concluiu o edil.

No que diz respeito à requalificação de cozinhas, interessa garantir a segurança alimentar através da remodelação e ampliação das cozinhas e substituição de equipamentos obsoletos.

 

Recorde-se que o Plano de Investimentos nas Escolas de Sintra foi apresentado em março de 2018 e prevê a intervenção em 98 escolas, abrangendo mais de 30 mil alunos, num investimento total de cerca de 24 milhões de euros, dos quais 3,250 milhões de fundos comunitários.

Fonte: Câmara Municipal de Sintra