Vendas automóveis caíram 33,1 por cento em Agosto

As vendas totais dos automóveis ligeiros de passageiros caíram 33,1 por cento em Agosto face a igual mês de 2011, tendo sido comercializados 5.443 veículos deste segmento nesse mês, informou a ACAP.
"A variação homóloga em causa é inferior à variação homóloga acumulada (-40,4 por cento) o que poderia indiciar uma evolução menos desfavorável no mês de agosto. Contudo, o facto de o mercado ter apresentado uma evolução fortemente negativa desde Junho de 2011, tem conduzido a quedas homólogas mensais menos acentuadas no segundo semestre de 2012", aponta a Associação Automóvel de Portugal (ACAP) em nota hoje divulgada.
No que diz respeito aos comerciais ligeiros, verificou-se no mês de agosto uma queda de 58,2 por cento, o que corresponde a 785 unidades comercializadas.
"Nos primeiros oito meses do ano de 2012, o mercado [de comerciais ligeiros] situou-se nas 9.704 unidades, tendo registado uma forte contração de 55,2 por cento face ao período homólogo do ano anterior", sublinha a ACAP.
A associação sublinha ainda que a queda de receitas do Imposto Sobre Veículos (ISV) é de 45,1 por cento até julho, resultado, diz a ACAP, "da desastrosa política fiscal sobre o automóvel que foi introduzida com o Orçamento do Estado para 2012".
"Esta situação coloca em sérias dificuldades as empresas do setor e traduz-se numa significativa perda de receitas para o Estado", é dito no comunicado hoje revelado.
O mercado automóvel sofreu, no geral, uma redução de 42,8 por cento entre janeiro e agosto, com os ligeiros de passageiros a perderem 40,4 por cento, aponta ainda a entidade.