Transtejo mantém catamarãs entre Barreiro e Lisboa

O Grupo Transtejo vai manter a frota de catamarãs na ligação fluvial entre o Barreiro e Lisboa, mas vai aumentar o tempo de viagem em cinco minutos fora das horas de ponta e ao fim de semana.

"O Grupo Transtejo informa que, a partir de 15 de Julho, mantém a frota de catamarãs existentes na ligação do Barreiro, aumentando o tempo de viagem fora das horas de ponta nos dias úteis e nos fins de semana", refere um comunicado da do grupo, que detém as empresas Transtejo, responsável por outras ligações no rio Tejo, e Soflusa, que une o Barreiro a Lisboa.

O grupo explica que a medida surge na sequência de alguns ajustes já efectuados em Fevereiro e que visa a redução de custos, referindo que esta mudança vai permitir uma redução anual de custos de cerca de 400 mil euros.

"Sem efectuar alteração nos horários, algumas viagens fora das horas de ponta nos dias úteis e nos fins de semana passarão de 20 para 25 minutos, por resultado da redução da velocidade dos navios", indica.

O grupo Transtejo garante ainda que este aumento do tempo de percurso não altera os horários de partidas tanto no Barreiro como no Terreiro do Paço, sendo ainda garantida a intermodalidade com os restantes operadores de transporte no Terminal do Barreiro.

O vereador dos Transportes da Câmara do Barreiro, Rui Lopo, tinha afirmado na terça-feira que a empresa iria substituir os catamarãs por outros barcos na ligação da Soflusa, o que obrigava a uma alteração dos horários dos Transportes Colectivos do Barreiro (empresa criada pelo município).

"A Soflusa vai pôr outros barcos sem ser os actuais catamarãs a funcionar fora das horas de ponta e ao fim de semana, o que torna as travessias mais demoradas, e isso vai obrigar a alterar os horários dos autocarros do Barreiro de novo", disse o autarca.